Tyrell Corp

Todas as lembranças se apagam com o tempo, assim como as lágrimas se apagam na chuva.

A Sociedade de Blade Runner

Em um Futuro Próximo

Los Angeles – 2019

O filme cult de ficção científica Blade Runner se passa em uma Los Angeles futurista e tecnologicamente avançada no ano de 2019.

Los Angeles era, praticamente, controlada pela Tyrell Corp, uma corporação que se inspirava nas divindades das antigas civilizações e que revolucionou o trabalho braçal naquela época.

Sedes corporativas da Tyrell Corporation.
Sedes corporativas da Tyrell Corporation.

A sociedade ocidental renasceu após um cataclisma global e a corporação ajudou a cidade à prosperar. O mundo era conectado e por conta do globalismo, pessoas do mundo inteiro com diferentes culturas se mudaram para viver lá.

Modelo asiática tradicional em um outdoor da Coca-Cola.
Modelo asiática tradicional em um outdoor da Coca-Cola.

A cidade recebeu, principalmente, muitos asiáticos. Estes migrantes foram os responsáveis por influenciarem a criação de uma nova estética na arquitetura, na gastronomia e até na comunicação.

Dirigível exibindo uma propaganda oriental tradicional.
Dirigível com um anúncio em japonês.

Tecnologias

Carros Voadores

Na primeira metade do século XXI, os automóveis terrestres foram substituídos por veículos voadores, também conhecidos como Spinners.

O uso desse tipo de veículo foi essencial, porque as ruas ficaram abarrotadas de pessoas e era quase que impossível circular, não havia como expandir a cidade para os lados e foi necessário verticalizar a grande metrópole.

Spinner policial.
Spinner policial.

Exploração Espacial

Os níveis de industrialização e poluição se tornaram muito altos e os recursos do planeta Terra eram limitados. A humanidade precisava agir para poder manter o estilo de vida e o espaço era a solução.

Vista panorâmica à noite de Los Angeles.
Vista panorâmica à noite de Los Angeles.

A humanidade se voltou para o espaço com o objetivo de exploração e colonização espacial. A Tyrell Corp se transformou na empresa mais valiosa, pois ela lançou a ciência da replicação, ou seja, inventou seres geneticamente alterados, uma espécie de androide, conhecidos como replicantes.

Leia também! Weyland-Yutani

Replicantes

A tecnologia replicante foi fabricada pela Tyrell Corp com o lema “mais humanos que os humanos”. Os modelos mais recentes de replicantes foram da série Nexus-6 (a Motorola chegou a adotar esse nome para um modelo de smartphone posteriormente) para a realização das tarefas pesadas, perigosas ou degradantes para a colonização do espaço sideral e em outros planetas.

Ficha técnica da replicante militar.
Ficha técnica da replicante militar.

Eles possuíam a aparência física idêntica aos humanos, mas com mais força e agilidade. Entretanto, tinham diversos problemas de instabilidade emocional e reduzida empatia. Eram sujeitos à um comportamento agressivo e tinham um período de vida limitado de apenas 4 anos.

Replicantes Pris (Daryl Hannah) e Roy Batty (Rutger Hauer).
Replicantes Pris (Daryl Hannah) e Roy Batty (Rutger Hauer).

Rebelião das Máquinas

Revolução Replicante

Os replicantes começarem a questionar as suas datas de validade e as condições de trabalho em ambientes hostis. Logo, se rebelaram violentamente contra os humanos na colônia espacial Portão de Tannhäuser, próximo a constelação de Órion.

Essa revolução tinha o objetivo de buscar liberdade individual desses seres, abolir sua escravidão e se tornarem superiores aos seus criadores humanos ao buscarem a imortalidade.

Roy Batty, líder da rebelião replicante.
Roy Batty, líder da rebelião replicante.

“Eu vi coisas que vocês não imaginariam. Naves de ataque ardendo no ombro de Órion. Eu vi raios-c brilharem na escuridão próximos ao Portão de Tannhäuser. Todos esses momentos se perderão no tempo, como lágrimas na chuva. Hora de morrer.” – Roy Batty, líder da rebelião replicante

Caça às Bruxas

Consequentemente, a produção e entrada dos replicantes Nexus-6 no planeta Terra foi proibida e uma força policial especial foi criada com ordens para caçar e abater (ou “aposentar”) qualquer replicante que fosse considerado uma ameaça para a raça humana.

Os caçadores de androides eram conhecidos como blade runners e eles eram financiados pela Tyrell Corp, que fornecia os equipamentos mais adequados para os interrogatórios dos suspeitos.

Eduardo Gaff (Edward James Olmos), blade runner veterano.
Eduardo Gaff (Edward James Olmos), blade runner veterano.

Os Blade Runners

Teste de Turing

O Teste de Turing consiste avaliar uma inteligência artificial em relação à inteligência do ser humano. O teste busca entender se a máquina consegue pensar por conta própria ou se ela foi programada. Caso ela tenha sido, será ela tem esse conhecimento?

Alan Turing, o pai da computação.
Alan Turing, o pai da computação.

Máquina Voight-Kampff

Os suspeitos de serem replicantes eram levados para um interrogatório especial que contava com uma máquina Voight-Kampff para auxiliar o policial na confirmação da identidade do suspeito. Ela era um tipo de polígrafo inspirado no Teste de Turing.

Interrogatorio com a máquina Voight-Kampff
Interrogatorio com a máquina Voight-Kampff.

Essa máquina foi citada pela primeira vez no romance Androides Sonham com Ovelhas Elétricas? do renomado escritor de ficção-científica Philip K. Dick.

O filme foi uma adaptação cinematográfica do livro e ambas histórias são protagonizadas pelo blade runner Rick Deckard, que vai à caça dos replicantes ilegais.

Rick Deckard (Harrison Ford).
Rick Deckard (Harrison Ford).

Tyrell Corp

Criador

O responsável pela invenção, criação, manutenção e extermínio dos replicantes foi o Dr. Eldon Tyrell, fundador da Tyrell Corporation.

Dr. Eldon Tyrell (Joe Turkell), o pai dos replicantes.
Dr. Eldon Tyrell (Joe Turkell), o Pai dos Replicantes.

Ele era um senhor excêntrico que se considerava um deus-vivo, um faraó moderno que criou e deu vida aos andróides. Ele se auto nomeava o “Pai dos Replicantes“.

Devido a sua forte influência política e econômica na Terra, foi um dos poucos humanos que ainda possuíam replicantes assistentes após o bloqueio.

Rachael (Sean Young), replicante sem data de validade e assistente pessoal do fundador.
Rachael (Sean Young), replicante sem data de validade e assistente pessoal do Dr. Eldon Tyrell.

Iconografia do Quartel-General

A arquitetura das sedes corporativas foram inspiradas nas pirâmides do antigo Império Maia, que funcionavam como locais ritualísticos e centros de poder. As estruturas megalíticas de 800 pés eram as mais altas da região e uma das poucas que tinham altura superior a nuvem de poluição permanente.

A morada do fundador ficava no topo, acima das nuvens, como um deus. O interior da sua casa lembrava uma mistura de sala do trono egípcia com templo grego. Era também o lar de uma coruja replicante de estimação.

Interior da morada do fundador.
Interior da morada do fundador.

Identidade Visual

O logotipo da corporação possui 2 elementos distintos que representam divindades greco-romanas, são ela a coruja e o tridente.

Coruja replicante de estimação (esquerda) e o pin com o logotipo (centro) e o logo da Tyrell Corp (direita).
Coruja replicante de estimação (esquerda) e o pin com o logotipo (centro) e o logo da Tyrell Corp (direita).

A coruja simboliza a sabedoria e o conhecimento da deusa Atena. Enquanto, o tridente remete a Netuno e que na psicologia representa a tríade das forças: id (inconsciente), ego (préconsciente) e super ego (consciente).

Ajudante Rebelde

A força super humana e a imposição da data de validade dos replicantes foram inspiradas no jovem bioengenheiro J. F. Sebastian. Ele foi um dos responsáveis pelo o desenvolvimento da tecnologia replicante.

Ele era fraco fisicamente e emocionalmente, pois tinha uma doença degenerativa de envelhecimento precoce. Existe uma teoria que afirma que  foi ele quem inseriu as emoções nos replicantes, por considerar-os seus amigos.

O J. F. Sebastian (William Sanderson) ao lado dos brinquedos androides.
J. F. Sebastian (William Sanderson) rodeado por brinquedos androides.

Criatura

Quando os replicantes chegaram na Terra, eles procuraram o bioengenheiro Sebastian, pois sabiam que ele seria o ponto fraco da corporação. Ele vivia solitariamente e tinha acesso direto ao Pai dos Replicantes.

Inocentemente, o bioengenheiro foi convencido pelo líder replicante Roy Batty a levá-lo a um encontro com o Dr. Eldon Tyrell. Lá, a criatura confrontou e matou o seu criador, assim como nas histórias do Doutor Frankenstein.

Momento Criador versus Criatura.
Momento Criador versus Criatura.

Pouco adiantou o confronto dos replicantes ilegais, pois todos foram caçados pelo blade runner Rick Deckard e o seu líder morreu depois de aceitar que o seu prazo de validade havia expirado.

Leia também! Sentre

Apagão de 2022

Nova Rebelião

Na sequência Blade Runner 2049, se passa anos depois do primeiro filme. Nesta história, a Tyrell Corporation foi dissolvida depois uma nova revolta replicante que ocasionou o Apagão de 2022.

Apesar de controlada, a última rebelião fez com que os registros sobre os replicantes fossem deletados ou esquecidos, o que possibilitou a fuga desses replicantes rebeldes.

A sociedade moderna foi reiniciada em muitos aspectos tecnológicos e sociais. Grandes metrópoles se tornaram cidades fantasmas, zonas de exclusão ou lixões pelo mundo.

A cidade ferro velho de San Diego.
Cidade ferro velho de San Diego.

Mão-de-Obra Alternativa

A fabricação de novos replicantes foi proibida durante 16 anos e desta mão-de-obra ocasionou a adoção de trabalho escravo infantil ilegal em alguns lugares periféricos sem nenhuma fiscalização.

Trabalho infantil no desmantelamento de produtos tecnológicos descartáveis.
Trabalho infantil no desmantelamento de produtos tecnológicos descartáveis.

Espólios da Tyrell Corp

Depois de muita discussão, o aumento da escassez da mão-de-obra barata e a compra da Tyrell Corp pela Wallace Corporation, o governo autorizou a produção e reintrodução dos replicantes na sociedade, mas de forma segura e controlada.

Os arquivos recuperados foram armazenados no interior de uma das pirâmides Tyrell.
Arquivos armazenados no interior das pirâmides Tyrell.

Leia também! Wallace Corporation

Continuidade

As novas gerações de replicantes, como o modelo mais recente Nexus-9, foram desenvolvidas para não questionarem a ordem dos humanos e suas funções pré-estabelecidas de fábrica.

Protótipo do Nexus-8.
Protótipo do Nexus-8.

Por exemplo, o policial K é um replicante que trabalha contra sua própria espécie, ele é um blade runner.

Ficha técnica do policial K.
Ficha técnica do policial K.

Bônus

Trilha Sonora

Para finalizar, dê o play abaixo e respire a bela e arrepiante trilha sonora composta por Vangelis para o filme.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar